Há mais de 20 anos, Meninas de Sinhá ressignifica a velhice por meio de atividades culturais


Fundado em 1989, o Grupo Meninas de Sinhá já recebeu importantes prêmios por sua atuação e valorização da cultura popular

 

Resgatar músicas, brincadeiras e cantigas de roda como uma forma de compartilhar experiências e elevar a autoestima de suas integrantes: essa é a proposta do grupo cultural Meninas de Sinhá, formado por mulheres com idade entre 60 e 95 anos.

Os mecanismos de incentivo fiscal na área da cultura sempre foram a principal fonte de recursos do Meninas de Sinhá, fundado em em 1989, no bairro Alto Vera Cruz, periferia de Belo Horizonte, onde fica a sede da organização. Em 2016, a Nexo começou a fazer parte dessa trajetória, assessorando o grupo no processo de elaboração de projetos e captação de recursos por meio do Fundo Municipal do Idoso de Belo Horizonte.

Assista ao vídeo para conhecer melhor o trabalho a história do Grupo:

 

Novos olhares sobre a terceira idade

 

A representatividade cultural do idoso é o grande diferencial do Meninas de Sinhá. O grupo é formado por mulheres idosas que protagonizam apresentações e levam força e sabedoria, adquiridas com o tempo, a espaços que escapam de circuitos concebidos como culturais.

Idosos precisam de maiores cuidados com a saúde física, e projetos que visam a manutenção de instituições de acolhimento são essenciais. Mas o bem-estar social e a inserção ativa da pessoa idosa na comunidade por meio de atividades culturais não devem ser considerados secundários.

Rosaria Madalena, uma das Meninas de Sinhá, conta a importância do grupo para a sua vida. “Muitas vezes, aquilo que a gente não encontra dentro da casa da gente, encontramos aqui com as colegas. Eu desabafo muita coisa da minha vida com elas; e como muitas delas também tem uma história de vida sofrida, elas entendem. Então, uma ajuda a outra, uma consola a outra… é um espaço de amor!”

Mais do que um grupo reconhecido por sua atuação na cultura popular, o grupo se torna um núcleo de amizade e de convivência entre as mulheres que atualmente fazem parte do Meninas de Sinhá.

 

Atuação premiada na área cultural

 

Em 22 anos de atuação, o grupo recebeu chancela de reconhecimento de diversas instituições, o que reforça o valor do trabalho realizado pelas integrantes. Participou, nos anos de 2012 e 2018, do Brave Festival, festival de música polaca lançado em 2005 que convida, anualmente, artistas de todo o mundo para apresentar manifestações culturais típicas de seus países.

Estas são algumas das conquistas das Meninas de Sinhá:

  • Registro como Tecnologia Social – Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social (2013)
  • Prêmio Zumbi de Cultura (2011)
  • Prêmio Melhor Grupo Categoria Regional – TIM de Música (2008)
  • 6° Prêmio Rival Petrobrás de Música (2008)
  • Prêmio Cultura Viva – 2ª Edição (2007)
  • Projeto Social de Impacto pelo ODM – Baanko Challenge (2014)
  • Utilidade Pública Municipal – Belo Horizonte (2013)

 

Projetos transversais e a sustentabilidade das Meninas de Sinhá

 

O Meninas de Sinhá é um exemplo de como uma mesma organização pode explorar diversas fontes de financiamento, aproveitando de sua transversalidade temática e de público atendido.

Devido a seu público alvo, o Meninas de Sinhá consegue captar recursos pelo Fundo do Idoso, principalmente considerando o Estatuto do Idoso, que afirma que “os idosos participarão das comemorações de caráter cívico ou cultural, para transmissão de conhecimentos e vivências às demais gerações, no sentido da preservação da memória e da identidade culturais”.

Por sua premiada atuação no cenário cultural, apresentada anteriormente, a organização também recorre à recursos de incentivos como a Lei Rouanet e as Leis municipal e estadual de incentivo à cultura (no caso do grupo, em Minas Gerais). O Meninas de Sinhá pode acessar ainda diversos editais disponíveis para a área cultural, sejam de financiadores públicos ou privados.

Vale, Societé Genérale, ALD Automotive Brasil, Loja Elétrica e CEMIG são algumas das empresas que apoiam hoje o grupo por meio de incentivos fiscais.

 

Parceria com a Nexo

 

Há dois anos, a Nexo se tornou o escritório de projetos e captação de recursos parceiro do Meninas de Sinhá, com foco nos incentivos fiscais.

O projeto via Fundo do Idoso de Belo Horizonte está viabilizando uma série de cursos e oficinas, além de incentivar as “meninas” a compartilharem suas experiências em palestras e oficinas realizadas em Centros de Convivência para Idosos e Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs).

Com início em março de 2018, o projeto já recebeu 497 participantes nas oficinas ministradas na sede e 250 participantes nas oficinas externas. Os recursos investidos viabilizarão atividades desse tipo pelos próximos três anos.

A Nexo apoiou ainda a elaboração de projetos via Lei Estadual de Cultural de Minas Gerais, que tem permitido uma ampla agenda de apresentações e atividades culturais das Meninas de Sinhá pelo Estado de Minas Gerais.

Em dois anos de parceria com a Nexo, foram mais de R$ 1 milhão investidos e que tem garantido a sustentabilidade do projeto.

Confira aqui o trabalho da Nexo com o Lar Torres de Melo, outra parceria de sucesso, com captação via Fundo do Idoso.

 

Forte presença nas redes sociais

 

O Meninas de Sinhá tem uma página muito ativa nas redes sociais. Por meio do Facebook e do Instagram, é possível conhecer mais sobre o trabalho do grupo, as histórias das participantes e também sobre a ativa agenda de shows e atividades culturais promovidos pela organização.

Recomendamos que você acompanhe esse trabalho tão bonito e importante para a cultura brasileira e de inovação para a cultura da pessoa idosa.