Educação, inclusão e desenvolvimento da pessoa com deficiência intelectual são prioridades da APAE de BH


Disponibilizando tratamento gratuito, a instituição possibilita que os usuários tenham mais autonomia e convivência harmoniosa em sociedade

 

Há mais de 50 anos, em Belo Horizonte, diversas crianças, adolescentes, adultos e idosos com deficiência intelectual e múltipla recebem atendimento gratuito, que permite uma grande melhoria na qualidade de vida de cada um deles. E isso acontece graças à Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE), instituição que trabalha por uma sociedade mais justa e inclusiva a pessoas com deficiência.

Além de deficiência intelectual e múltipla, a APAE atende pessoas com deficiência física, auditiva e visual. Elas recebem os cuidados e a atenção especiais de que precisam, desde a aprendizagem personalizada e educação inclusiva, até assistência social, saúde e inserção no mercado de trabalho.

Tudo isso é realizado para que os usuários tenham mais autonomia e independência no exercício da cidadania. Os benefícios dos tratamentos disponibilizados pela APAE também se estendem às famílias que, dessa forma, podem ver o potencial de seus parentes sendo estimulado e aproveitado ao máximo.

 

Melhorias na infraestrutura ampliaram a capacidade de atendimento

 

A APAE foi uma das primeiras instituições a receber assessoria da Nexo. Em 5 anos, o trabalho desenvolvido tem alcançado grandes resultados. Foram 6 projetos aprovados e executados, que receberam incentivo por meio do PRONAS/PCD. No total, foram mobilizados cerca de R$ 11 milhões, sendo investidos em melhorias fundamentais para a sustentabilidade das atividades.

A infraestrutura da Clínica da Intervir, local onde são oferecidos os atendimentos ambulatoriais da APAE, em Belo Horizonte, foi readequada e equipada. Isso permitiu a ampliação do número de atendimentos regulares, expandindo o trabalho assistencial a um maior número de pessoas que precisam dele.

Ao longo do tempo, o número de profissionais que atuam na instituição também cresceu, e a APAE pôde investir em capacitações para qualificá-los ainda mais. Em média, são realizados 1.500 atendimentos ambulatoriais por mês, com uma equipe multidisciplinar de fisioterapeutas, fonoaudiólogos, psicólogos e outros especialistas preparados.

As conquistas não param por aí: em outubro de 2018, 11 jovens com deficiência foram contratados e alcançaram o desejo de ser incluídos no mercado de trabalho. Eles representam uma boa parte dos usuários que sonham em ter autonomia e uma certa independência financeira. Apesar de ter capacidade para exercer funções, eles não recebem muitas oportunidades.

Ainda foi possível reformar 8 unidades do Programa Casa Lar, em parceria com o Governo do Estado de Minas Gerais, gerenciadas e assistidas pela APAE; elas são residências que oferecem às pessoas com deficiência intelectual ou múltipla e transtorno mental uma convivência afetiva equilibrada e saudável.

 

Deficiências precisam de tratamento adequado para que o usuário possa desenvolver suas habilidades

 

O diagnóstico da deficiência múltipla ocorre quando há duas ou mais deficiências ao mesmo tempo, sejam elas intelectuais, físicas ou ambas. Já a deficiência intelectual pode, muitas vezes, se manifestar sozinha. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), pelo menos 10% da população de qualquer país tem algum tipo de deficiência.

Pessoas com deficiência sofrem consequências físicas e intelectuais que influenciam na sua maneira de lidar com o mundo externo e desenvolver habilidades adaptativas. Por isso é tão necessária a existência de instituições como a APAE: para promover educação e atendimentos personalizados, acompanhando cada caso no seu ritmo.

Cidadania é feita também pela garantia de direitos. E é para isso que a APAE atua, com apoio da Nexo em alguns projetos, na proteção dos direitos de seus acolhidos, favorecendo a integração à vida em comunidade. No site e nas redes sociais da instituição, você pode conhecê-la melhor e acompanhar os resultados desse importante trabalho.

 

Assista aos vídeos e conheça alguns dos projetos realizados: