Sobre este projeto

 

Distribuição de Alimentos à Pessoa Idosa

 

Localizado em Contagem, Minas Gerais, o Instituto CeasaMinas é um dos principais centros de distribuição e comercialização de alimentos do Estado. Todos os dias, toneladas de alimentos são desperdiçados no local, mas muitos deles ainda preservam suas características sanitárias e nutricionais.

 

Criado com o intuito de promover a segurança alimentar e reduzir o constante desperdício, o ICeasaMinas é uma organização sem fins lucrativos que desenvolve ações de responsabilidade e inclusão social voltadas a questões alimentares. Desde 2002, o instituto desenvolve os programas Prodal e Vitasopa. Ambos realizam a distribuição de alimentos a entidades como creches, escolas e asilos por meio do cadastro no Banco de Alimentos e da fabricação de sopa nutritiva como complemento às refeições de milhares de crianças e adultos. Em 2017, mais de 100 toneladas de alimentos foram doadas em média por mês.

 

A Nexo apoia o Instituto CeasaMinas, desde 2006, na elaboração e gestão de projetos via Fundo do Idoso. O objetivo do trabalho tem sido a ampliação das atividades dos programas já desenvolvidos para intensificar o combate à perda de alimentos, promovendo sua distribuição gratuita para instituições de Belo Horizonte e Contagem.

 

Por meio dos Fundos do Idoso desses dois municípios, mais de R$ 2.840.000 foram mobilizados nos últimos dois anos para garantir o aproveitamento de toneladas de frutas, verduras e legumes que seriam descartados por não terem sido comercializados.

 

Os projetos, que ainda estão aptos à captação, tiveram início ao longo de 2018 com os seguintes resultados previstos:

  • Promover a segurança alimentar de 37 ILPIs (Instituições de Longa Permanência para Pessoas Idosas) de Contagem e Belo Horizonte;
  • 13,5 toneladas por mês de alimentos destinados, incluindo alimentos in natura com valor nutricional e sopas desidratadas;
  • Beneficiar 1.967 idosos.

 

Para conhecer mais sobre o Prodal, assista ao vídeo a seguir:

Para saber mais sobre outras iniciativas que a Nexo ajudou a viabilizar, clique aqui.